sexta-feira, 27 de maio de 2016

LIVRO: AS ÁGUAS DO MEU POÇO - Reflexões sobre experiências de liberdade - IVONE GEBARA


Gebara, Ivone. Brasiliense, 2005
243 páginas
Tradução: Jacqueline Castro
Título Original: Les eaux de mon puis

Descobri Ivone Gebara em meu curso de Filosofia. Este livro é um mergulho em si mesma em busca de se conhecer e compreender, é um mergulho íntimo que ela nos relata com sinceridade, simplicidade, mostrando suas dúvidas, dificuldades, conflitos, buscas, dores e alegrias. 

Desde sua adolescência ela busca a liberdade e agora faz um balanço sobre o que é a liberdade, e como atingi-la, tarefa difícil, tarefa de toda uma vida. Mas fala também de outros temas e de sua experiência junto com Dom Helder Câmara na Teologia da Libertação, de seu "exílio" em Louvain-la-Neuve na Bélgica após haver dado uma entrevista e falado sobre o aborto. 

Ivone é uma freira católica, mas que enxerga o mundo como ele é, é sensível as dificuldades dos outros, às necessidades das pessoas. Vive no meio do povo mais pobre e também de sua violência. 

Este livro foi escrito em francês, apesar dela ser brasileira, mas ela aceitou este desafio. 

Ao se confrontar neste percurso do livro, neste mergulho em suas águas profundas ela descobre a si mesma e traça este caminho e nos doa isto, sua experiência. O livro é um mergulho na singularidade de cada um, e que pode nos iluminar e incentivar a fazer o mesmo, debruçar-se a beira de seu poço e escutar suas águas profundas. Um percurso que apesar de difícil e muitas vezes doloroso vale a pena ser feito, principalmente para o que deseja uma libertação.

No que se refere a mim, encontrei em seu relato algo que me tocou e muito. Sempre defendi o feminismo sem igualar a mulher ao homem, exceto em seus direitos como cidadã. Porém percebo que todas nós pensamos através de uma linguagem, cultura masculina, e isto é estrutural. Ivone começa este questionamento quando se dá conta do Deus masculino, patriarcal, visto pela sociedade desta forma. Então ela descobre a Teologia feminista que busca reinterpretar a Bíblia sob o viés feminino. Mas o que ela me mostrou é que realmente é difícil mudar o discurso, a linguagem, mas não é impossível. É preciso reinterpretar, reavaliar, olhar com outros olhos, e se aproximar do feminino. Tarefa longa e difícil, mas possível. 

Ivone Gebara nasceu em 1944 em São Paulo. É filosofa, teóloga e freira católica. É doutora em filosofia e Ciências Religiosas.